O Queijo e o Vinho

A harmonização entre queijos e vinhos foi a primeira de todas as combinações entre alimentos e bebidas. A origem desse casamento, que acompanha a humanidade desde o início da civilização, perde-se no tempo.

Junto com o pão, o queijo e o vinho representam a santíssima trindade da gastronomia.  Um bom vinho acompanha bem vários pratos, mas o homem ainda não conseguiu nenhum acompanhamento que consiga fazê-lo desfrutar das características de um vinho melhor que um bom queijo.

Assim tem sido ao longo dos séculos. A tecnologia aliada à tradição difundiu o queijo por todo o mundo. Novas utilizações foram encontradas. O queijo passou a ser fundamental na culinária. Qualquer livro de receitas, respeitável, apresenta uma grande variedade de pratos com queijos.

Nada melhor para acompanhar um queijo do que um bom vinho, ou o contrário. Essas duas alquimias, embora diferentes em muitos pontos, guardam estreitas similaridades: ambos são milenares, ambos provêm da natureza. Um do reino animal e o outro do reino vegetal. Representam a convivência harmoniosa do homem com a natureza.

O queijo é o resultado do mais racional aproveitamento de espécies animais e o vinho é uma extraordinária demonstração da sinergia do homem com a terra.

A maneira mais prática de harmonizar queijos com vinhos é utilizar o conceito de “varietais”, isto é, a classificação dos vinhos de acordo com o tipo de uva, por exemplo: Cabernet Sauvignon; Merlot; Chardonnay e todas as variedades disponíveis no mercado.

Esse novo conceito, difundido pelos norte-americanos, ajudou muito em todas as combinações de vinhos com alimentos, devido à maior facilidade de estudar as características das uvas do que estudar as composições elaboradas pelos enólogos das grandes cantinas de vinhos, como as de Bordeaux e Bourgogne, na França.

Algumas uvas já estão consagradas pelos amantes dos vinhos, que já conhecem as suas principais características e todas elas estão presentes no mercado brasileiro. Isso contribuiu enormemente para a divulgação do vinho no Brasil e ajudou a formar milhares de “sommeliers” (1) e enófilos (2) por todo o país.

Além de alguns bons vinhos nacionais, o consumidor brasileiro tem ao seu dispor ótimos vinhos provenientes do Chile e da Argentina, até alguns vinhos uruguaios de qualidade acima da média estão presentes no mercado. Esses vinhos têm a vantagem de chegar ao mercado prontos para consumir, ou seja, dispensam um período extra de armazenagem em casa e isso evita muita variação de uma safra para outra.

A evolução da vitivinicultura brasileira e o constante aprimoramento da nossa indústria queijeira também já nos dão condições para combinações cada vez melhores. Estudando e aprendendo sobre as nossas variedades, estaremos passando em um vestibular para aprendermos sobre o que há de melhor no mundo.

(1) Sommelier: Profissional que conhece e trabalha com vinhos

(2) Enófilo: Pessoa que se interessa e gosta de vinhos

 

HARMONIZAÇÕES SUGERIDAS COM OS PRODUTOS ENCONTRADOS NO MERCADO BRASILEIRO:

 

QUEIJO   VINHOS
PARMESÃO
Tintos Merlot, Malbec
PARMESÃO
Brancos Riesling, Chardonnay
PARMESÃO
Outros Espumantes Brut
QUEIJO   VINHOS

MONTANHÊS
Tintos Pinot Noir, Merlot

MONTANHÊS
Brancos Sauvignon Blanc

MONTANHÊS
Outros Espumante Demi-sec
QUEIJO   VINHOS
GORGONZOLA Tintos Tannah, Merlot, Pinot Noi
GORGONZOLA Brancos Viognier, Torrontés
GORGONZOLA Outros Porto Ruby, Brancos de colheita tardia, vinhos doces naturais
 
QUEIJO   VINHOS
COLONIAL
Tintos Cabernet Franc
COLONIAL
Brancos Torrontés
COLONIAL
Outros Cachaça envelhecida
QUEIJO   VINHOS
BRIE
Tintos Pinot Noir, Cabernet Sauvignon
BRIE Brancos Chenin, Semillon
BRIE Outros Espumantes Brut
QUEIJO   VINHOS
CAMEMBERT
Tintos Gamay, Pinot Noir
CAMEMBERT
Brancos Chenin, Semillon
CAMEMBERT
Outros Cidra da Normandia, Calvados
QUEIJO   VINHOS

EMMENTAL
Tintos Malbec, Carmenère

EMMENTAL
Brancos Sauvignon Blanc, Riesling

EMMENTAL
Outros Kirsch
QUEIJO   VINHOS
GRUYÈRE
Tintos Pinot Noir, Merlot
GRUYÈRE
Brancos Saint-Emilion, Chardonnay
GRUYÈRE
Outros Espumantes Brut
QUEIJO   VINHOS
MAASDAM
Tintos Merlot, Carmenère
MAASDAM
Brancos Chardonnay, Riesling
MAASDAM
Outros Espumantes Brut

(Jair Jorge Leandro)