Cookbook Fair - Queijos brasileiros são fazem sucesso em Paris.

A Terra dos Queijos se rendeu ao sabor mineiro!
12/03/2011

 

 A Terra dos Queijos se rendeu ao sabor mineiro!

Em fevereiro de 2010, o meu livro “QUEIJOS – do Campo à Mesa” foi premiado na International Cookbook Fair, uma feira mundial de livros de gastronomia. Motivados por isso e curiosos a respeito dos nossos queijos, os organizadores decidiram convidar-me para uma palestra em Paris, durante a realização da Feira de 2011, com o objetivo de apresentar queijos brasileiros legítimos.

Senti-me muito honrado com o convite, mas não nego que fiquei extremamente preocupado com a tarefa de falar sobre queijos do Brasil na França, a terra dos queijos. Passei então a me ocupar em selecionar os queijos que levaria para a França.

Não podia ser injusto. No Brasil, também temos uma terra dos queijos, então tomei a decisão de me concentrar em exemplares produzidos em Minas Gerais, que possui uma enorme tradição queijeira. Os queijos mineiros são verdadeiras referências no Brasil. 

Escolhi, então, os seguintes queijos artesanais: Minas do Serro, Minas da Canastra, Minas de Araxá e  completei a seleção com produtos elaborados com leite pasteurizado, mas com características essenciais que os destacam dos demais. Escolhi também o “Cobocó”, do Sul de Minas, que é um dos poucos remanescentes do prato desenvolvido pelos pioneiros dinamarqueses. Desenvolvido pelo também pioneiro dinamarquês Kjaer (que pretendia manter as características dos queijos Minas por mais tempo e com menos variações de sabor e textura), selecionei o “Minas Padrão Scala”, que é a perfeita expressão de sua origem. Escolhi ainda o “Reino”, da região da Serra da Mantiqueira, um queijo com uma história que remonta ao ano de 1880, resgatando seu sabor e sua tradição.

Para mostrar algo diferente, decidi levar um queijo novo no mercado: o “Colonial Scala”, desenvolvido inteiramente na usina de laticínios de Sacramento e cujo período de maturação desenvolve uma textura, um aroma e um sabor distintos, os quais eu tinha certeza que agradariam muito aos participantes do evento.

Eis então que um domingo, dia 6 de março de 2011, além de um dia de sol no final do inverno de Paris, foi também um dia marcante para os queijos brasileiros. Todos apreciaram o caráter franco dos nossos queijos, com sabor e aroma bastante lácticos - bem diferentes dos tradicionais queijos franceses, caracterizados por fermentações intensas causadas por fungos e bactérias.

Quando solicitados para que respondessem seus queijos preferidos, os mais citados foram “Colonial Scala”, o “Minas Padrão Scala” e o “Reino”.  O resultado não poderia ser outro: após a apresentação, o nosso estande na Feira foi muito visitado, e dessa forma pudemos responder às muitas perguntas sobre os queijos brasileiros, que foram verdadeiras estrelas na terra dos queijos.

Notícias Relacionadas